Em entrevista ao programa Giro do Boi do dia 16 de dezembro, Alexandre Zadra tirou as dúvidas de ao menos 20 criadores. Confira na lista a seguir:

Pergunta: 

Estamos localizados no noroeste de Minas Gerais, região com temperaturas altas e índices pluviométricos baixos, de 800 a 1200 mm ao ano. Hoje estou fazendo o cruzamento industrial Nelore x Senepol. Gostaria da sua opinião sobre o tricross Nelore x Senepol x Red Angus. Tenho a intenção de inseminar as F1 Nelore x Senepol com o Red Angus. Outra dúvida é: tenho bezerras da raça Nelore sendo preparadas para serem inseminadas aos 14 meses de idade. Qual raça recomenda para o cruzamento desses animais? Uma última dúvida: qual a diferença do Aberdeen Angus com o Red Angus? Jorge Paulo da Mota (Pecuária JPS), município de Riachinho (MG).

Resposta:

Vale a pena! É muito bom porque o Senepol x Nelore, que ele tem lá, é 100% tropical, então mesmo na região dele, de muito calor, pode usar um europeu. Usando o Red ou um outro europeu, você vai fazer um meio-sangue europeu, meio-sangue tropical, que basta para poder viver bem lá no norte ou noroeste de Minas, que a gente conhece bem, tem um calor muito forte. Então vai bem, pode usar o Red que você vai fazer um vermelho retinto, muito bom na sua região.

Sobre inseminação das novilhas Nelore de 14 meses

O Jorge é muito caprichoso, pelo visto. Parece que ele é criterioso. Então pode continuar com Red, mesmo, ou com Aberdeen. Se você quiser um europeu de maior porte, um Simental. Ou um Charolês, para fazer um terminal com Charolês, aí depende. Mas como você gosta de aproveitar a meio-sangue, a gente recomenda que você use o Angus ou um Red ou um Simental porque a fêmea é muito boa. Você segura ela e vai fazer um meio-sangue muito bom.

Sobre diferenças entre Aberdeen e Red Angus

É como Nelore e Nelore mocho, tem diferença de população. O Angus é selecionado há 130 anos e o Red começou na Escócia, veio para a Argentina, tem um rebanho menor. Mas se você encontrar indivíduos bons Red ou indivíduos bons Angus, os dois são muito bons. Um é vermelho, o outro é preto, não tem diferença.

 

Pergunta:

Estou estudando a opção de fazer a cruza de fêmeas Red Angus no Braford. Com isso, tenho a dúvida da qualidade dessa cruza e se é um cruzamento ideal para minha região. José Silvano da Luz Lemos Filho – Cambará do Sul (RS).

Resposta:

O Braford e o Brangus, os mestiços, entram no Sul do país ou regiões que têm um clima de inverno mais rigoroso. Eles entram para dar uma refrescada nos europeus, nas raças europeias. Você entra com uma pequena porção, com 31% de sangue Zebu, e faz o inverso de cruzamento aqui para nós (na região tropical). Então você entra com um bimestiço, entra com um pouco de Zebu e, no verão da região Sul, em que o calor é extremo e seco, tudo bem, vai bem e você faz heterose, você gera choque de sangue. E, além de tudo, você tem uma certa adaptabilidade. A gente lembra que a heterose só funciona se você tem um animal adaptado às condições e ao sistema que ele é criado.

 

Pergunta:

Posso cruzar fêmea Red Angus com touro Charolês? Fabrício Mendes Machado – Tubarão (SC).

Resposta:

Na cruza do Charolês com o Red Angus, precisa ver se a fêmea não é novilha, senão você não vai ter problema de parto com o Charolês que você vai usar. Agora, se você quer se manter dentro do europeu, você está gerando heterose, choque de sangue, complementaridade, está cruzando com uma raça de grande porte sobre uma raça de menor porte. Você vai fazer crias maiores. Se o seu objetivo é fazer um europeu de maior porte, muito bom, ótima escolha. Cuidado que tem que usar Charolês […] tem que ver qual touro eles vão te recomendar para usar sobre essas suas novilhas Red Angus.

 

Pergunta:

O bezerro fruto do cruzamento Charolês x Nelore vive bem no calor do Cerrado? Precisa de cuidados especiais? Jerônimo David Dias de Campos – Novo São Joaquim (MT).

Resposta:

Você pode usar tranquilo qualquer europeu sobre a Zebu que ela vai viver bem no Centro-Norte do País, no Brasil tropical. A gente não pode passar de meio-sangue europeu. A gente precisa de mais cuidados se a gente tem mais que meio-sangue europeu no Centro-Norte do País ou no Brasil tropical.

 

Pergunta:

Posso cruzar touro Nelore com fêmeas taurinas ou deve ser só reprodutor taurino com vacas Nelore? Edielson Oliveira – Aracatu (BA)

Resposta:

Pode ser que ele tenha meio-sangue lá, chamando de taurina, e vai usar Nelore. O Nelore, lembre, você tem que usar sempre um zebuíno de parto fácil na meio-sangue. O Nelore tem muita opção para essa característica, é uma excelente raça. Você tem touros de parto fácil porque a gente sabe que o problema de parto pode ocorrer quando você usa um touro Zebu sobre uma meio-sangue, ou uma fêmea taurina que não tem cupim, uma novilhinha. (O feto) Fica dez dias a mais do que a média dentro da vaca, ela pare dez dias mais tarde, são quilos a mais com que o bezerro nasce. O problema de parto que existe é Zebu em novilinha meio-sangue, a gente tem distocia nesse momento. Então use Zebu parto fácil.

Quem é criador tem um problema sério no nascimento, que é ter que ficar puxando bezerro. Tem que, se possível, parir rápido, porque a gente sabe que as dificuldades de parto depois vão dificultar. Ela vai ter menos produção de leite por conta do estresse. Então a vaca tem que ‘cuspir’ o bezerro. O problema que pode ocorrer é quando se tem a novilhinha sem cupim, a taurina, e vai usar um Zebu em cima. Esse Zebu tem que ser parto fácil.

 

Pergunta:

Tenho 115 novilhas Nelore. Quero cruzar com algum taurino. Qual seria a melhor opção a pasto? O touro Aberdeen Angus ou Senepol? Qual seria a melhor opção na minha região? Uma complementação da minha pergunta: qual o melhor taurino para eu utilizar o touro para cruzar com minhas novilhas Nelore a pasto? Ou é essencial fazer inseminação? Pedro Sebastião Rodrigues, médico e pecuarista com propriedade Taquaral de Goiás, a cerca de 70 km de Goiânia (GO).

Resposta:

Não há dúvida de que, em 115 fêmeas, a inseminação vale a pena. É muito rápido, faz a IATF, em dez dias você inseminou, tem 50% prenhezes confirmadas e 30 dias depois refaz (ressincronização) ou põe touros para repasse. Os touros para repasse tem que ser um touro tropical, ou no máximo um bimestiço, ou Senepol ou Caracu. O Bonsmara também cobre bem aí em Goiás. E também tem os bimestiços como Canchim, Brangus, Braford, que, com certo cuidado, o touro cobre bem também. Mas se quiser fazer cruzamento com touro e 100% de heterose, tem que usar um taurino sobre as zebuínas dele, que é Senepol, Caracu ou Bonsmara.

 

Pergunta:

Gostaria de saber qual a melhor raça para usar nas F1 Nelore x Santa Gertrudis. Tenho uma criação a pasto, matrizes Nelore e reprodutores Santa Gertrudis. Ricardo Alves – Zé Doca (MA).

Resposta:

Quando você faz o Santa Gertrudis nessa Nelore, nessa zebu, você está fazendo uma fêmea 31% europeia, então você pode jogar novamente um bimestiço em cima. Se você quiser aumentar heterose, você pode jogar um taurino adaptado, seja Senepol, que vai muito bem, seja Bonsmara, que é espetacular nesse que é 69% azebuado. O bonsmara vai muito bem, ou mesmo um Caracu. Com essas três opções, você tem heterose máxima fazendo um animal adaptado com pelo zero.

 

Pergunta:

Tenho vacas F1 Angus x Nelore. Posso usar Simental nelas? Qual o resultado? Weverton Garcia – Monte Carmelo (MG).

Resposta:

Em Minas é calor. Se você usar um europeu sobre a meio-sangue já europeia, você vai fazer um ¾ europeu que, no pós-desmama, vai sofrer. Você precisa dar comida no verão, precisa dar comida concentrada porque, se tiver calor, ele não vai pastar, não vai comer forragem. Esse animal ¾ europeu despende muita energia para poder ter o equilíbrio de sudorese, precisa ter equilíbrio de temperatura corporal e ele gasta muita energia pra isso. Então ele não tem fome de alimento grosseiro, de forragem. Ele vai comer um concentrado. Se você for fazer o superprecoce, se você tem vacas meio-sangue adultas, o primeiro carimbo, que é super pesado, você usa europeu. Mas aí, desmamou, vai pro cocho.

 

Pergunta:

Como o Montana entraria melhor num cruzamento? Paulo Roberto – Hidrolina (GO).

Resposta:

Eu continuaria no Montana. Montana com Montana. Porque a raça é NABC (animais formados por Nelore, Adaptados, europeus Britânicos e europeus Continentais), então ele tem uma variação. […] E aí você tem uma variação de ‘Montanas’ feitos com diversas raças. No próprio Programa Montana eles fazem os acasalamentos. Quando você manda o que é seu Montana, eles fazem um acasalamento usando (outra linhagem) Montana. […] É um acasalamento para dar continuidade, para dar heterose.

Eu manteria o Montana para dar pelo curto, para dar heterose. Se esse Montana é filho de Bonsmara, ele pode usar um que seja de linhagem Senepol. Ou então, se é um animal tropical, você pode usar um outro bimestiço, que é usar Brangus, Braford, um Canchim, um Santa Gertrudis. Você vai ter heterose. Você precisa de raças que sejam diferentes da linhagem do seu Montana. A gente precisa olhar a cara do seu Montana para de qual raça ele é filho. Se quiser mandar as fotos depois, ou filmes, para eu saber mais ou menos de onde vem o seu Montana pela cara dele, a gente vai ter uma noção para poder acasalar melhor.

 

Pergunta:

Tenho 40 vacas Caracu. Coloquei para cruzar com um touro Senepol. Os bezerros eu vendi, mas segurei algumas bezerras meio-sangue (F1) das crias. Cruzei-as com outro touro Senepol, mas os bezerros não estão muito bons quanto aqueles do outro touro. O que me indica para fazer este cruzamento? Álvaro – Nova Andradina (MS).

Resposta:

Não é onde você errou ou acertou. Você poderia ter feito melhor usando um europeu porque as fêmeas Senepol x Caracu já são tropicais, 100% tropicais. Você pode usar um europeu em cima, sem problema. Eu, lá em casa, estou usando nas vacas Caracu puras o Angus puro. Então eu estou fazendo eu chamo de Carangus. É espetacular! Depois eu mando as fotos para quem quiser. […] São pretos, sem pelo, é como um Angus sem pelo e de grande porte.

Quando você fez o ¾ Senepol, você fez um animal de pequeno porte, você perdeu heterose e perdeu, principalmente, a complementaridade que o Senepol precisa ter. O Senepol precisa ter uma matriz de grande porte.

A todos que estão assistindo, prestem atenção: onde o Senepol vai bem? Vai bem como touro ou sêmen, mas principalmente como touro, porque ele cobre bem no calor, na Nelore. É como o Angus. O Angus vai bem em qual matriz no Brasil Centro-Norte? Na Zebu, na Nelore, porque o Angus é de pequeno porte, o Zebu é de grande porte e elees se complementam para fazer a carcaça que o frigorífico precisa. Como o Senepol é de pequeno porte e o Nelore é de grande porte, eles se complementam. Então dá perfeito o Senepol na Zebu. Ou Angus x Zebu. Agora se você pegar o Angus e jogar numa matriz pequena, vai dar animal pequeno.

 

Pergunta:

 Tenho vacas F1 Angus x Nelore. O meu problema é que a propriedade é num pé de serra, tem muita subida e um pouco de pedra. Gostaria de saber qual raça de touro seria propícia para melhorar o meu rebanho, que seja bom de casco. To indeciso sobre Braford, Senepol, Brangus. Qual seria a melhor indicação? Bruno – São Pedro (SP).

Resposta:

O Brangus tem casco preto, então você pode usar. Nesse caso, se você for usar um Zebu, tem que tomar cuidado para ser um Zebu de parto fácil, porque é importante. Mas o Zebu tem casco forte, casco preto e quebra menos. Agora, usando as raças europeias, se for de casco branco, é complicado.

 

Pergunta:

Tenho vacas Nelore e faço o cruzamento com Sindi. As F1 eu coloco o Caracu para cobrir. Estou fazendo esta meio-sangue para melhorar a cria do bezerro, pois o Nelore puro não tem muito leite para o bezerro. Já as vacas F1 do Nelore x Sindi criam melhor. Estou colocando o Caracu nas F1 e vendendo todos (machos e fêmeas). Devo usar outro touro para ter melhores resultados? Joabe Brito Araújo – Cândido Sales (BA).

Resposta:

Pode continuar com o Caracu na sua fêmea meio-sangue Sindi x Nelore porque ela é uma fêmea de menor porte, é um Zebu de menor porte e você, usando Caracu de grande porte, é espetacular. Se quiser também pode usar o Bonsmara, também vai muito bem nessa fêmea de menor porte. Você vai fazer animais de bom porte usando os taurinos adaptados no seu caso aí sobre a meio-sangue Sindi x Nelore. Continue fazendo isso.

 

Pergunta:

Pretendo iniciar uma criação de gado no semiárido, no sertão da Bahia, região de Sento Sé, que margeia o Rio São Francisco, próximo a Petrolina e Sobradinho. Qual a raça ideal? É verdade que somente o Angus é recomendável por aqui para cruzamento industrial? Nilson – Jacutinga (MG).

Resposta:

O Angus é o mais usado por conta de ter variabilidade genética. Ele se complementa muito com Zebu, como falei há pouco, pois ele é de pequeno porte e o Zebu é de maior porte. Fisiologicamente eles são diferentes no crescimento deles e vão muito bem juntos. Se você usar a Zebu como matriz, vai bem um britânico, seja Angus, seja Hereford, alguns usam o Red Angus. Vai muito bem, como também os outros europeus.

 

Pergunta:

Gostaria de saber se funciona bem o cruzamento de um touro Canchim numa novilhada anelorada? Adilson Kanieski – Lucas do Rio Verde (MT).

Resposta:

Muito bem, porque se ela é anelorada, ela já é bem azebuada. Quando você joga um Canchim, que é 62% de sangue europeu, você vai fazer praticamente um meio-sangue. Essa é a recomendação que eu faço sempre quando eu vejo uma vaca azebuada, que não é um Zebu pura. Eu uso sempre um bimestiço em cima porque se eu jogar europeu puro, vai dar muito pelo. Então eu uso um bimestiço. No caso, o Canchim, como tem muito peso, vai fazer um boi muito pesado. É excelente e vai dar uma padronizada no amarelo.

 

Pergunta:

Tenho um lote de novilhas de cruzamento industrial que estou recriando para colocar em reprodução. Metade é ½-sangue Senepol e a outra metade é de cruza de Red Angus e Santa Gertrudis em graus de sangue variados, que vão de ¼ a até ¾. Gostaria de saber se é possível acasalar um um touro de uma raça única, ou se devido a variação racial não seria possível. Quais raças seriam indicadas? O Brangus é uma opção? Os bezerros nascem pretos?

Resposta:

Vão nascer pretos. Em Araçatuba faz um calor tremendo e o Brangus vai bem para você no seu gado azebuado, nesse gado todo cruzado porque vai dar uma padronizada. Vai muito bem. Pode usar o Brangus, sim.

 

Pergunta:

Tenho fêmeas Curraleiro Pé-duro muito resistentes, sem pelos, parideiras. No entanto, são de porte pequeno. Tenho acesso a sêmen do Senepol e Angus. Qual seria a melhor entre as duas para cruzar com Curraleiro Pé-duro? Márcio Norberto – São Miguel da Baixa Grande (PI).

Resposta:

Eu acho que você tem duas opções. Vamos falar em europeu. Use um europeu de maior porte. Use um Simental nela porque senão, usando Angus, vai dar pequeno demais. Eu preferiria usar um Simental. Ou, se for para fazer cruzamento terminal, um Charolês.

E você pode usar um bimestiço também, se você estiver com medo de ter pelo. Eu precisava olhar esse curraleiro seu, se realmente ele é pelo zero, se é adaptado mesmo como estou pensando. Se ele for realmente adaptado, use um europeu, use um Simental. Se elas tiverem algum cabelinho na orelha ou na cabeça, eu preferiria usar um bimestiço, um Brangus ou então um Canchim, um Santa Gertrudis, que são de maior porte.

O Zebu seria uma ótima opção também porque você tem heterose máxima, afinal o Curraleiro é um taurino. […] A gente acha touros com facilidade de parto em todas as raças Zebu. Seria espetacular a opção do Zebu porque você tem 100% de heterose.

 

Pergunta:

Cruzamos Senepol com Holandês em vacas com dificuldade de emprenhar (veja foto abaixo e clique para ampliar). Que tipo de animal adulto fica? Predomina qualidade de carne, mesmo saindo com característica da mãe, a cor preta? Mauro Hoff – Cerro Largo (RS).

Resposta:

Você acertou na mosca porque você fez um animal 100% adaptado, que é Senepol x Zebu e depois jogou europeu, o Holandês. No caso, a fêmea vai ser muito boa de leite e o macho vai ser pesado. A gente sabe que o Holandês é um macho muito pesado e ganhador de peso, é a raça mais eficiente do mundo. Então a gente sabe que você vai fazer um boi pesado e uma fêmea muito boa de leite.

 

Pergunta:

Gostaria de saber qual a melhor indicação para o cruzamento da novilha ½-sangue de Nelore com o Angus. Existe o melhor tricross? Ana Paula – Bicas (MG).

Resposta:

É calor! Vixe Maria, lá é calor demais! Então use o Bonsmara na sua F1 porque ele aguenta um pouco o calor, ele vai bem. Ou Senepol na sua F1, que seja um Senepol de grande porte. Ou ainda um Bonsmara. Eles vão muito bem.

Os bimestiços também vão muito bem também, mas para você ter 100% de heterose com uma boa carcaça, o Bonsmara vai muito bem.

 

Pergunta:

Gostaria de saber sobre o cruzamento Bonsmara x Nelore e a utilização dessa F1 no cruzamento industrial. Por exemplo, eu quero colocar o Senepol. Emílio Soares – Catu (BA).

Resposta:

O Bonsmara x Nelore você tem 100% de heterose, faz um animal que tem uns 62% de adaptabilidade no final. Ele vai ser muito adaptado e você poderia jogar novamente um bimestiço em cima, seja um Brangus, Braford, Canchim ou usar um outro taurino. O Senepol sobre essa meio-sangue Bonsmara x Nelore pode ficar um pouco pequeno. Então você tem que usar um Senepol de grande porte. Vai muito bem. Ou use um Caracu mesmo.

 

Pergunta:

Trabalho com monta natural, mas nessa estação vou inseminar 200 matrizes para fazer um teste. Qual a dica que o Zadra pode me passar? Nilton Augusto – Cotegipe (BA).

Resposta:

“Se você tem um curral bom e você tem como apartar os lotes, deixar os lotes separadinhos, você pode fazer a inseminação. Use um europeu em cima que você vai fazer uma meio-sangue muito boa. Pode usar europeu que você vai adorar”.