No quadro Zadra Responde do dia 8 de outubro, Alexandre Zadra atendeu uma questão sobre cruzamento de gado enviada ao Giro do Boi por um médico veterinário que mora na Espanha.

Pergunta:

É interessante no cenário atual cruzar vacas Girolando com taurinos tropicais, como Senepol e Caracu, ou mesmo o Santa Gertrudis para colher melhores bezerros de corte? Domingos Freijanes – Espanha.

Ele comentou que na região em que está na Europa é comum o criador cruzar vacas de leite com animais de corte, como reprodutores LimousinBlonde D’aquitaine e Rubia Gallega, reservando as melhores vacas para inseminação com sêmen sexado e garantindo, com isso, a renovação do rebanho.

Resposta:

Girolando produz leite a pasto muito bem no país (Brasil) e dependendo da região, se é muito calor, é interessante que você use uma raça tropical sobre ele para fazer um cruzamento terminal, se você quer fazer machos pesados. Seriam zebuínos ou mesmo Caracu ou Senepol ou Bonsmara. O Bonsmara sobre as meio-sangue e o Caracu ou o Senepol sobre as vacas mais avançadas Girolando, ¾ ou ⅝ por conta do pelo, principalmente se for recriar a pasto.

Então, eu usaria Bonsmara ou os bimestiços BrangusBrafordCanchim, Santa Gertrudis sobre as meio-sangue legítimas e sobre as ¾ ou ⅝ Girolando, eu usaria raças sem pelo, no caso Caracu, Senepol ou mesmo zebuíno.

Confira na íntegra o quadro Giro do Boi Responde clicando na imagem abaixo: