Na Estância Espora de Prata, em Ariquemes-RO, uso da genética Black Simental viabiliza produção de machos de até 450 kg ao fim do primeiro ano de idade

Um encontro de gigantes registrado no programa Giro do Boi do dia 26 de agosto serviu para mostrar um trabalho especial desenvolvido na Estância Espora de Prata, em Ariquemes, voltado para a produção de carnes premium.

O zootecnista Alexandre Zadra, supervisor regional comercial da Genex para os estados do Acre, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia, visitou a propriedade onde o médico veterinário e consultor Ademir Ribeiro desenvolve o chamado Programa Touro Zero.

“Olha quem está aqui em Ariquemes, Rondônia, na Estância Espora de Prata! Alexandre Zadra veio aqui nos visitar para ver como é o manejo, como nós fazemos com a castração, como utilizamos as raças como Angus, Black Simental, tudo indicação dele!”, anunciou Ademir Ribeiro.

Zadra justificou suas recomendações. “O mercado de carnes premium vem crescendo, […] Esse mercado que vocês vêm buscando vai estar numa crescente impressionante, principalmente nos grandes centros, onde todos querem fazer um churrasco com carne de qualidade”, observou.

Ademir explicou como a fazenda está utilizando a rotação de cruzamentos. “Nós usamos o Angus, agora utilizamos o Simental preto na vaca Nelore e vamos utilizar o Bonsmara na meio-sangue Simental preto”, esclareceu. Os animais são então abatidos no Protocolo 1953.

MACHOS DE UM ANO COM ATÉ 450 KG

Zadra teceu seus comentários sobre o sistema de reprodução escolhido para a Estância Espora de Prata. “A gente podia ter usado um Angus de grande porte ou uma outra raça de grande porte, porque você castra ao nascimento. Castrando ao nascimento, se a gente usar uma raça de grande porte, tipo o Black Simental, que tem uma carne de qualidade também, porque tem 1/16 de sangue Angus, e você faz um boi desse tamanho que a gente está vendo aqui, com um ano de idade e 430 a 450 kg. A gente tenta preconizar que seja um animal para compensar a castração e continue com uma curva de crescimento para fazer um boi de grande porte, de melhor porte, o porte que o frigorífico quer, com a carne macia que a gente preconiza. Então, depois do Black Simental nas meio-sangue, vocês vão usar Bonsmara para continuar fazendo carne de qualidade. Você tem comida, você é caprichoso, então pós-desmama vai ter comida e vai se desenvolver bem, você vai poder explorar esse tricross. Esse é o motivo para a gente usar o Black Simental e depois fazer o tricross com Bonsmara”, detalhou.

Confira mais detalhes do sistema produtivo da Estância Espora de Prata:

Castrados ao nascimento, bezerros já entram na TIP com um ano e quase 12@

Programa “Touro Zero” usa castração ao nascimento para produzir carne de qualidade

No vídeo a seguir é possível ver os detalhes deste encontro de dois grandes especialistas na produção de carne de qualidade: