Em sua participação no quadro “Zadra Responde”, no programa Giro do Boi (Canal Rural) do dia 14 de abril, Alexandre Zadra tirou mais uma dúvida sobre cruzamento industrial. Confira:

Pergunta:

Tenho matrizes filhas de mãe Nelore e pai Hereford. Qual seria o melhor cruzamento? Também tenho novilhas filhas destas matrizes cruzadas pai Hereford, que seriam 75% Hereford e quero inseminar. Qual seria a melhor raça? Norberto Goedert – Nova Esperança (PR).

Resposta:

Meio-sangue e ¾, naquela região, são graus de sangue que vão muito bem. O ¾ europeu é o limite que eu considero para se fazer uma matriz de qualidade, que fique no rebanho bem adaptada.

O ideal é que você gere heterose, gere choque de sangue sobre a meio-sangue. Então o ideal seria utilizar um outro bimestiço. Podia ser o Brangus ou um africano, como o BonsmaraNa ¾ europeia, sugerimos que pode ser novamente o Brangus ou o Bonsmara, para que se mantenha ali próximo àquele grau de sangue ⅝, ou um pouquinho mais, e aí seja um animal adaptado com heterose, que é o que a gente sempre procura.

Nós procuramos produzir sempre animais que tenham heterose retida ou vigor híbrido com uma certa adaptabilidade ao seu clima e ao seu sistema de criação para você, que têm um clima de verão noturno, a temperatura cai um pouquinho e por isso esse animal próximo a ⅝ vai muito bem. Então mantenha-se nesse grau de sangue, usando nas meio-sangue o Bonsmara ou Brangus e depois faça o rotacionado entre as raças Brangus, Braford e Bonsmara.

Confira o vídeo da entrevista clicando na imagem abaixo: