No programa Giro do Boi do dia 15 de outubro, Alexandre Zadra respondeu a pergunta de um criador de Rondônia que está começando sua atividade de cria na pecuária e possui um plantel de fêmeas F1 Senepol x Nelore.

Pergunta: 

Que touro escolher para cobrir vacas F1 Senepol na fazenda em Rondônia? Estou considerando usar touros Canchim e também Caracu. Além disso, há alguma outra raça que pode entrar na lista das suas opções? Davi Guedes, de Porto Velho (RO)

Resposta:

Antes de tudo, você tem que ter claro na sua cabeça que a sua matriz, essa fêmea F1 é uma fêmea 100% tropical. Para usar touro sobre ela, você também vai ter que usar um touro que consiga trabalhar bem aí em Rondônia. Em Porto Velho faz um calor forte e o animal, se não for adaptado, vai sofrer muito.

Canchim é uma ótima opção! Se você tiver criadores aí em Rondônia que têm touros um pouco mais adaptados ao estado, é uma ótima opção porque você vai fazer um cruzamento terminal de ótima qualidade.

Caracu também vai trabalhar muito bem! O Caracu também é uma raça de grande porte, tem um biotipo continental. Você jogando sobre a sua F1 Senepol x Nelore, que tem um biotipo praticamente de fêmea meio-sangue britânico, um biotipo continental, como o Caracu, ou mesmo o Canchim, você vai complementar. Você vai ter complementaridade, produzindo um animal de bom tamanho e com adaptabilidade suficiente para a sua região. Essas são ótimas opções: Canchim e mesmo o Caracu.

Você pergunta se tem outra opção. O Bonsmara também vai trabalhar muito bem no seu gado como taurino. Pode não ser uma boa ideia usar os zebuínos, sobretudo em novilhinhas sem cupim. E com os zebuínos a gente tem que ter um pouco de cuidado por conta de problemas de parto, de distocia. Ele pode dar um probleminha de parto sobre novilhinhas que não têm cupim. Então continue usando um taurino ou um bimestiço que você vai ter ótimos resultados.

Clique na imagem abaixo e confira o vídeo da resposta: