No programa Giro do Boi do último dia 10 de novembro, Alexandre Zadra tirou mais dúvidas de telespectadores do quadro Zadra Responde. Dessa vez, a pergunta veio de um criador do Estado do Espírito Santo. Confira:

Pergunta:

Meu objetivo é produzir carne a partir de animais pesados, com boa carcaça, e formar um rebanho manso. Qual o melhor reprodutor para fazer cruzamento industrial com vacas Nelore PO e meio-sangue? Rogério Cléber, Vila Velha (ES).

Resposta:

Para produzir carcaças de bom volume e para que tenha heterose, um choque de sangue, o melhor você usar sempre um taurino sobre o zebuíno. O reprodutor oferecerá a heterose desejada e deixará ainda como legado fêmeas precoces férteis com pelo zero.

Se você usar o Sindi sobre o seu gado Zebu, você também terá choque de sangue. Isso porque são raças diferentes e você produzirá um animal com bom peso, mas menos heterose, menos choque de sangue. Portanto, eu recomendo que você use touro Senepol sobre as suas matrizes zebuínas.

E PARA AS VACAS MEIO-SANGUE?

Sobre as meio-sangue, tanto o touro Senepol quanto o Sindi vão gerar animais de qualidade. Serão animais pesados.

Se as suas fêmeas meio-sangue forem britânicas, tipo meio-sangue Angus x Nelore ou Hereford x Nelore, usando o touro Senepol sobre essas matrizes você fará um animal muito precoce.

Em suma, se você está buscando bois bem precoces e fêmeas precoces, utilize o touro Senepol.

Em contrapartida, se você quiser fazer animais mais pesados e com carcaças mais volumosas, com o touro Sindi […] sobre essa matriz meio-sangue você vai fazer um animal também de pelo zero. Além disso, o cruzamento resultará em animais “muito ossudos e pesados, animais com boa ossatura e pesados.

Dessa forma, o Sindi, mesmo não tendo uma uma ossatura muito espessa, vai dar um animal com boa musculosidade.

Assista a resposta completa do especialista no vídeo a seguir: